Rute Rosas

Corpo/obra - Pele de Papel, 2006/11

Material original da Tese/obra, imanes, fitas de seda

Montagem in situ

Dimensões variáveis


Corpo/Obra – Pele de Papel é construído com as matérias e conteúdos originais da investigação. Um corpo de pele, de papel, magnético: disforme e orgânico, mais efémero no espaço que no tempo. Um corpo/objecto que é, simultaneamente, performático e performativo em contágio por ligação a outros corpos – uma concretização plástica, tridimensional, sensorial, não-narrativa, de aparente fragilidade.

>-foto2.html